quarta-feira, 11 de março de 2009

CONTRA O TEMPO


Se a ansiedade era muita, agora está prolongada. A FIFA comunicou nesta quarta-feira, exatamente às 3 horas da tarde, que a data do tão esperado anúncio das 12 cidades-sede da Copa 2014 foi adiada para o final de Maio. A justificativa dada pela entidade foi divulgada em inglês no site oficial (http://www.cbf.com.br/sitenoticias/_948715102009311.html) da entidade. “Devido ao aumento do número das cidades-sede de 10 para 12, decidido em um encontro do Comitê Executivo da FIFA, em Dezembro de 2008, em Tóquio; e por não haver necessidade imperativa de uma decisão imediata da escolha das doze sedes, a FIFA, em acordo com o Comitê Organizador Brasileiro, optou por dar mais tempo às analises dos relatórios recebidos depois da última inspeção conduzida em 17 cidades do Brasil em Janeiro e Fevereiro de 2009.” O comunicado acaba contradizendo alguns veículos de comunicação que vêm tentando antecipar a escolha. Se nem a FIFA decidiu ainda, ninguém mais pode saber o resultado.

2 comentários:

vinicius disse...

Eu já me pronunciei
Goiânia será uma das sedes...
não tem jeito
x)

Anônimo disse...

Está no Globo de hoje

Renato Maurício Prado já tinha dado a informação abaixo na CBN EC de ontem, e deu também em sua coluna no Globo de hoje:

"Não foi à toa que a Fifa adiou em dois meses a definição das 12 cidades que deverão ser sedes da Copa do Mundo de 2014, no Brasil — o anúncio aconteceria no próximo dia 20 e agora será em maio.

Relatório técnico da Fifa diz que o Brasil não tem 12 cidades em condições mínimas de abrigar jogos do Mundial. Na maioria delas, faltam condições básicas, como rede hoteleira, de hospitais e de transportes em padrões compatíveis com os exigidos pela entidade máxima do futebol.

A famosa sede do Pantanal, por exemplo, está seriamente ameaçada: nem Cuiabá, nem Campo Grande foram consideradas aptas pelos inspetores da Fifa — que se mostram especialmente incomodados com as mais variadas pressões de políticos para eleger esta ou aquela cidade.

É a primeira vez na história das Copas que a definição das sedes e sub-sedes foi adiada.

E já há quem creia que, diante das dificuldades, o Brasil terá que se contentar com as tradicionais 10 cidades para hospedar as partidas de 201