segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

ELE SE ESQUECEU DAS ASAS


Os campeonatos estaduais estão só começando, o que não significa garantia de emprego para técnico algum. Por todo o Brasil já se tem notícias de demissão. No Norte do país, já caíram, por exemplo, Felinto Holanda (conhecido do futebol goiano), que mesmo invicto no campeonato cearense, acabou dispensado pela diretoria. No campeonato pernambucano, o primeiro a cair foi Reginaldo Sousa, técnico, ou melhor, ex-técnico do Central Sport Club. No Sul do país, Itamar Schulle deixou o comando do Criciúma. Pelo campeonato paranaense, nem Muller, com todo o prestígio de um tetra-campeão mundial, se segurou no cargo. Por um possível boicote a realização de uma partida amistosa contra o Club, acabou demitido do Grêmio Maringá, depois de apenas 4 meses no comando. O mais novo integrante dessa lista é também o principal deles até agora. Hélio dos Anjos, depois de 1 ano e meio no Goiás, ganhou 50, empatou 24 e perdeu 29 dos 103 jogos que comandou nessa que foi sua 4ª passagem pelo esmeraldino. Acabou não resistindo à sequência de 3 derrotas no estadual e se não foi o primeiro técnico a ser demitido no Brasil em 2010, foi o primeiro de um clube da Série A (seguido, algumas horas depois, de Estevam Soares, ex-Botafogo). Minha opinião: técnico MUITO competente, mas que desviou suas estratégias do campo para as salas de imprensa, aonde as coisas funcionam um pouco diferente. Falou demais e se perdeu nas ondas radiofônicas. Se esqueceu que sua maior responsabilidade era assumir, comandar e administrar o time, não a agremiação Goiás Esporte Clube. E foi aí que o céu ficou pequeno e Hélio achou que nasceu não para ser Anjo, mas para ser Deus! E como a imprensa goiana é o capeta, o fato se consumou em um verdadeiro e lamentável pecado...


A última declaração:
http://www.escritoriodabola.com.br/heliodosanjos/noticias/helio-nao-comanda-mais-o-goias/

A primeira e permanente impressão:
http://monaraesporte.blogspot.com/2008/06/o-apocalipse-trouxe-gravidade-que.html

2 comentários:

Marcos disse...

Na minha humilde opinião como torcedor esmeraldino que sou e acompanhei boa parte dos jogos do Goiás no ano de 2009, No meu ponto de vista foi demitido não apenas o Ex-técnico Hélio dos Anjos,MAS as outras funções na qual ele exercia dentro do clube como de: "ex-diretor", "ex-delegado","ex-presidente" acumulou funções que ao meu ver ele não deveria ter ocupado mesmo que a diretoria tivesse dado todo o apoio para ele, ainda sim deveria ter ficado apenas com a função de comandar o time dentro do campo.
Com ele conquistamos a única estrela que corregamos no manto alvi-verde, fugimos do rebaixamento em 2008 e conquistamos o Campeonato Goiano de 2009, sem ele talvez teriamos conquistado outra ESTRELA cujo o brilho é muito maior. Adeus Hélio!!

esport noticias disse...

Monara adorei seu comentário sobre a saida do Hélio Dos Anjos do goiás fiz uma pequena nota no meu blog , sobre o assunto.