segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

TAMANHO É DOCUMENTO?


Junto à técnica e à resistência, o porte físico é hoje um dos grandes diferenciais dos jogadores de futebol. 

Além da força, a altura também ganhou importância, já que para muitos times a salvação vem vindo lá do alto, isso, das jogadas aéreas. 

Em Goiás os gols de cabeça ainda não viraram mania. Nesta estréia de Estadual, por exemplo, somente 1/4, ou seja, 3 dos 12 gols marcados na primeira rodada vieram de cima.  Muito pouco para times com tamanha estatura. 

Para se ter uma noção, no último censo realizado pelo IBGE, ficou comprovado que a média de altura dos brasileiros é de somente 1,71m. Os times da capital superam e muito essa estatística. Considerando os titulares do último jogo, a média de Goiás e Vila Nova empata, ambas 1,79m.

O Atlético, além de ter os dois maiores jogadores da capital, Róbston e Marcão de 1,90m cada, é também o time de maior estatura: média de 1,81m. 

Em contrapartida tem também os dois mais baixinhos: Anaílson, de 1,64m, e Juninho que, mesmo com seus míseros 1,67m, provou que tamanho nem sempre é documento e que gol de cabeça pode sim ser mais fruto de treinamento do que necessariamente de altura. Que fique o exemplo!

Um comentário:

vinicius disse...

Essa é uma pergunta muito capciosa, e sinceramente eu não sei a resposta...
mais uma ótima matéria!
Parabéns meu bem!