quinta-feira, 7 de agosto de 2008

O PEQUENO NOTÁVEL

A noite era grande, as torcidas enormes, as expectativas imensas, mas Iarley foi maior que tudo isso. Há apenas dois meses no clube, ele rende e mostra que mesmo com pouco, é possível fazer muito.

Artilheiro do time com sete gols, pode-se dizer que no mínimo 12 dos 23 pontos conquistados pelo Goiás, se devem a ele. A questão não é desprezar a coletividade, mas exaltar, enaltecer e altear quem de fato vem fazendo a diferença.

Só contra o Santos foram 2 gols. Diante do Flu, 1 bastou para dar ao time 3 pontos. Contra o Cruzeiro, ninguém esquece a perfeição daquela cobrança de falta. E agora, pobre Flamengo... mal podia imaginar que no auge de seus 34 anos, ainda havia força, pique e mira nos pés do isolado camisa 9.

Isso, mesmo sozinho lá na frente, ele faz miséria. Bem verdade que o esquema só o deixa isolado no papel. É sabido que Romerito e quase sempre os dois alas o apóiam lá na frente. Mas em meio a outros 8 atacantes, ele é mesmo o único merecedor das duas avantes posições. Ou alguém mais no elenco alviverde marca gols, arma jogadas e segura a bola no campo adversário como ele?

Notável é pouco para tamanha grandeza!







4 comentários:

vinícius disse...

lembra qdo eu te falei: "E adianta cruzar a bola, sendo que só tem o Iarley la na area?"
acho que a resposta é SIM!!!
heahuaeiiuaehiuhae
joga muito esse tal de Iarley!

Marcus disse...

UH! TERROR! O IARLEY E MATADOR!!!UH! TERROR! O IARLEY E MATADOR!!!
UH! TERROR! O IARLEY E MATADOR!!!
UH! TERROR! O IARLEY E MATADOR!!!
UH! TERROR! O IARLEY E MATADOR!!!

Guilherme disse...

se o goiás não tivesse trazido o Iarley quem seria o titular???
Frontini?
Rinaldo??
Shwenck???
Fabricio Carvalho?????

graças a deus pelo Iarley.

Felipe disse...

realmente foi um jogo de tirar o folego no segundo tempo...
excelente texto monara marques!